Archive for Abril 2017

REVIEW DO TIO DONALD: GO-ONGER

By : RodrigoPatoDonald
                        "E COMO VOU VIVER SEM UM CARANGO PRA CORRER...???"





Bem... Go-Onger.... a série que é odiada por MUITOS. Aliás, de 100%, eu chuto aí uns 60% dos toku-fãs odeiam essa série. Quando anunciei que estava vendo Go-Onger, muita,  mas MUITA gente MESMO falou pra eu desistir de assistir, pois a série é "muito ruim". Bem... eu sou um Pato que costumo assistir as coisas para eu tirar as minhas conclusões. Dificilmente assisto alguma coisa por influência dos outros. QUALQUER produção eu assisto de acordo com a minha inspiração. Por exemplo... tem um amigo que insiste e MUITO para eu assistir um anime chamado Gintama. Ele só fala coisas boas do anime. Dizia que eu tinha que parar tudo para ver Gintama. Mas, não assisti. Não assisti UM episódio de Gintama, pois, para mim, NÃO é o momento certo. Eu, por exemplo, levei 12 anos para começar a me aventurar pelo universo de Full Metal Alchemist. Não consegui acompanhar o universo desse EXCELENTE anime na época por causa da forçação dos outros. Quando é algo diferente do habitual, aí, eu até me animo para ver, como foi o caso da franquia Higurashi no Naku Koro ni, que foi um anime bem diferente do que estou acostumado ver e agora, por exemplo, essa semana, que eu vou iniciar Angel Beats. 

Mas, voltando a Go-Onger. Muitas pessoas falaram para não assistir. Argumentos delas? Eu li muitas frases do tipo: "Parece um anime moe..."... "protagonista que parece um emo viadinho" (como se ser  ou ter um "gay" numa série fosse uma ofensa, mas...)... "história muito boba e infantil"... "os heróis não agem como adultos".... "os únicos que prestam são os Go-on Wings".... "esses Engines deixaram o sentai mais imbecil..." ou "esses excessos de CGs e essas explosões artificiais...".. e etc... etc... etc... e etc...

Bem.. todas as opiniões apontavam para eu desistir da série. Mas, fui fundo e resolvi assistir e... eu gostei do que vi. Lógico que Go-Onger não é um primor. Tem MUITAS falhas. Mas tem umas coisas que dá para se levar em conta. 

Uma das coisas que me chamaram a atenção em Go-Onger foi a temática abordada e o modo de como conduziram. Bem... o lema de Go-Onger é: "Vamos combater a Poluição!"... mas, como eles iriam combater a poluição?? Usando os meios de transporte, CLARO... um dos principais agentes poluidores! Como os roteiristas fizeram isso? Daí, nasceram a ideia de "outras dimensões" onde tinha um "mundo das máquinas" onde moravam os Engines que lutavam com parceiros para salvar as outras dimensões dos agentes poluidores (os Gaiarks). E, acreditem! Eu gostei da forma como o roteiro abordou o tema. A série apresentou MAIS momentos infantis do que para adultos? Sim! Mas isso (para mim) não tira os méritos de como o roteiro foi conduzido. NEM sempre coisas com temáticas para adultos prestam e NEM sempre coisas com temáticas para crianças são ruins. E o inverso também.

Bem... estamos falando de um super sentai de 2005 pra cima, onde, nesses sentais (com exceção ao Shinkenger, Go-Buster e ToQger, PRA MIM), se tem um apelo MAIOR e deixar MAIS próximo do público infantil. E, como estou careca de dizer em VÁRIAS matérias minhas, as crianças japonesas dos anos 2000 pra frente (atente-se para o adjetivo patriótico JAPONESAS) são BEM diferentes das crianças japonesas dos anos 80 pra baixo. E ainda continuo batendo na mesma tecla: Super-sentais são feitos por japoneses para crianças japonesas. NÃO para adultos brasileiros. Enfim...

Go-Onger é uma série agradável (para mim) de acordo como o tema foi abordado. As cenas de ação não são um primor como foi em outras séries anteriores ou posteriores. Os CGs estão no mesmo nível para os padrões. Não tem excessos, como muitos afirmaram pra mim. Os CGs estão MAIS nos golpes finais dos mechas e dos heróis, além de ALGUMAS explosões finais do monstro da semana. Fora isso, está tudo lá. Maquetes de isopor da grande Tokyo. Faíscas saindo a cada golpe dos uniformes dos heróis e vilões. E a série tem seus momentos de violência pura, como um tiro BEM no meio do peito de um dos heróis que o deixou desacordado e fora de combate por algumas minutos. O elenco formado por 8 atores (não contando com os dubladores dos vilões mascarados) são bastante equilibrados. Diria que metade do elenco possui uma boa desenvoltura e presença de palco enquanto a outra metade, tem muito o que aprender. O que apresentou os melhores resultados no elenco foi Shinwa Kataoka (Renn - Goon Blue). Shinwa passou uma serenidade que o personagem exigia com muita naturalidade.

Os personagens (com exceção a Renn, Miu e Hanto) mostraram pouca evolução e desenvolvimento. Acreditava que Hiroto possuía grande potencial para se destacar MAIS. Mas a participação dele foi praticamente apagada com o ótimo desenvolvimento que a Miu teve. Hiroto só se destacou mesmo em uns dois episódios e Miu se mostrou uma guerreira mais eficiente do que ele (aos meus olhos). Tivemos alguns episódios com claras alusões a sentais antigos (como, o mais gritante foi o episódio em que um dos heróis adota um monstro, numa clara alusão a um episódio de Flashman e Liveman). Sousuke realmente eu concordo com os que me disseram: é um Red irritante. Não mostrou amadurecimento e nem nada. Agora, meu personagem favorito foi o Hanto. AMEI o modo como desenvolveram o personagem. A doçura sem perder o senso heroico foi bacana. 

Agora, o ponto fraco mais gritante da série foi sua trilha sonora. Não achei nenhuma canção cativante (nem a canção cantada pelo G3 Princess) e as BGMs não deixaram marcas. As cenas de ação, como falei, são neutras. Nada mirabolante (aos meus olhos). 

Go-Onger, dos 21 sentais que eu vi, está no meu lugar de número 13. Gostei do desenvolvimento do roteiro, da participação dos Engines, do desenvolvimento dos personagens e de alguns do elenco que se desenvolveram e da direção de arte. Pecou pelas músicas irritantes. Não gostei das OSTs e BGMs. Mas, fora isso, é uma série que, se tu fores ver com os olhos de um "adulto brasileiro", com certeza não vai gostar. Mas, se tu fores ver a série com os olhos de uma criança japonesa da época, vai gostar. XD

Enfim....

"Mas o coração na hora exata de trocar o calhambeque... meu coração ficou com o calhambeque... tchuru-tchuru...bye tchuru,,,"

Tokusou Robo Janperson - Episódio 31 - Download

By : Charles William Krüger
Olá, amiguinhos.

Algumas observações:

1) Não abandonamos Goranger! Parem de perguntar!

2) Muito obrigado ao parceiraço Alexandro do Tokushare pela força com o encode.

3) Episódio muito legal, mas não vou dar detalhes. Nada me irrita mais que fansubs que dão spoilers em posts de lançamento.

Vai ficar arrumando desculpas agora, covarde?


- Copyright © Rampage Subs - Rampage Subs - Powered by Blogger - -