Archive for Agosto 2014

Review do Tio Donald: Magiranger

By : RodrigoPatoDonald
Magiranger - A Coragem que nos dá Magia!



Depois de mais de 5 semanas "sofridas", consegui concluir a saga dos Magos Lendários. Foi uma saga que tinha como foco, mostrar que a coragem das pessoas lhes dá uma mágica poderosa e milagrosa.

Magiranger foi uma série feita com o propósito de pegar o sucesso da franquia Harry Potter, que estava em ascensão na década passada. Vimos aqui uma preocupação em trazer para o super sentai, elementos presentes na saga do bruxinho inglês. Vamos encontrar de tudo um pouco. Vamos encontrar varinhas mágicas, lâmpadas mágicas, bolas de cristal, cetros mágicos, tapetes voadores, vassouras voadoras ("e lá vamos nós..." XD), poções mágicas, vampiros, súcubas, cavaleiros, sereias, fadas e etc. Tudo que faz parte do universo "fantástico". Para quem gosta do universo Harry Potter, Senhor dos Anéis e Hobbit, vai se encantar com a história dos cinco irmãos. Agora, quem não gosta ou não está acostumado com os dois universos, com certeza vai estranhar bastante o modo como Magiranger foi feito.

O resumo da história é o seguinte: um grupo de criaturas diabólicas vindas de um reino chamado Infershia tiveram seus selos quebrados e resolvem invadir a superfície. Isso causa um desiquilíbrio em outro reino mágico, no caso, Magitopia, que é o responsável por manter o equilíbrio e a estabilidade da superfície. Quando a cidade é atacada por um ogro, uma das remanescentes de Magitopia na Terra, Miyuki, desperta o poder mágico nos seus cinco filhos e eles passam a enfrentar as criaturas de Infershia. A medida que os episódios vão avançando, surgem novos adversários e novos aliados. Até a batalha final contra N Ma-Sama, que é concluída de forma emocionante.

Magiranger tem um início confuso e arrastado. Vocês vão estranhar e MUITO o começo, que nos é apresentado de forma muito... como digamos.. "bobinha" demais. Já começamos com uma tragédia nos dois episódios iniciais. Mas do terceiro em diante, o que vimos são episódios confusos e que beiram a ofensa da nossa inteligência. Talvez para aqueles fãs puristas de séries dos anos 80 vão estranhar a falta de seriedade de Magiranger nos episódios iniciais. Mas a série possui dois clímaces no meio da trama que dá para reverter. A primeira foi a revelação da identidade de um dos vilões. A segunda está na chegada dos 10 deuses de Infershia, que deu uma melhorada e MUITO no roteiro. Temos muitos personagens bons, como Sphinx, Nai, Mea, Miyuki, Wolzard e Smooky.

Os protagonistas (não estou falando de personagens, mas de atores) me passaram a imagem de insegurança. Passaram a sensação de que eles não sabiam o que estavam fazendo ali. O melhorzinho do sexteto foi Hiroya Matsumoto (Tsubasa), que passava um ar de segurança. Mas, fora isso, os atores passaram aquela sensação de que não foram feitos para aqueles papéis. Do elenco principal, com certeza o destaque foram para a dupla Chiaki Horan e Tomomi Kitagami, interpretando as vampirinhas Nai e Mea. A sincronia entre elas foi PERFEITA! Juro para vocês que, quando via as duas juntas, torcia para elas e ainda torcia para a regeneração delas no final. Mas a cereja do bolo mesmo atende pelo nome de Machiko Soga, em seu último trabalho para os tokus em vida, numa participação magistral como a sua primeira (e ÚNICA) personagem do bem. Ou seja, vimos nisso uma ótima oportunidade de ver o último trabalho dela e valeu a pena ter concluído Magiranger.

Uma coisa que achei legal de Magiranger foi a sua trilha sonora cantada. Com exceção do encerramento, TODAS as outras canções interpretadas na série são fantásticas. São bonitas, com letras que estimulam a fazer a boa vontade e que estimula. A melhor canção foi a apresentada no episódio 28, quando o quinteto enfrenta a Sereia. Outra coisa interessante e que os fãs de séries anos 80 vão gostar de Magiranger é o fato de ser uma das séries com o maior grau de violência contra civis. Em Magiranger, vemos os monstros cortando as pessoas no meio, devorando-as inteiras, explodindo-as e entre outros atos violentos. Talvez isso seja um prato cheio para quem gosta mais de ação do que história, para compensar o início arrastado.

Magiranger foi feita para passar uma lição de moral para o telespectador. Ela estimula as pessoas a não verem os defeitos daqueles que são "maus", mas suas qualidades (Houka foi o maior exemplo disso). Vimos da importância de pelo menos tentar, ao invés de desistir e dizer que não dá (Kai foi o maior exemplo da série com relação a isso). Vimos também que todos precisam ter coragem e nunca desistir de seus sonhos. É com essa mensagem positiva que a série conquista. Apesar de achar que o começo seja confuso, tenho certeza que os 15 episódios finais compensam e MUITO o início frustrante. Com certeza vocês vão se amarrar no time de magos. MAGI MAGIRO!



Atualizações Importantes (eu acho...)

By : Clock Up
Yo, galera.

Antes de começar a metralhar vocês com notícias, deixa eu agradecer todo o apoio e energia que vocês estão nos dando durante esse tempo todo. Vocês são incríveis! 
Agora, vou abordar alguns assuntos por tópicos pra coisa ficar mais organizada. Vou tentar cobrir algumas perguntas que o pessoal anda fazendo bastante nesse último mês.

1 — Sobre Goranger

Como vocês já devem ter lido no post do episódio 32, estaremos dando uma pequena pausa no lançamento desta série. Eu sei que alguns de vocês estão bastante empolgados com ela, mas infelizmente Goranger tem sido um verdadeiro desafio para essa equipe. Quando decidimos legendar Himitsu Sentai, assumimos também um compromisso de ir até o fim, mas confesso que não tínhamos noção do nível de dificuldade que ela representa. Pedimos humildemente que tenham paciência. Nossa Equipe Goranger vai continuar trabalhando nos bastidores, mas por enquanto, não esperem o 33 tão cedo.

2 — Sobre Janperson

Aqui temos um caso curioso. Começamos a fazer Janperson há uma semana atrás, e pretendíamos continuar lançando pelo menos semanalmente as versões em Português e Inglês (pelo Delta Subs). Porém, em vista do recente lançamento dessa mesma série pelo pessoal do Megabeast Empire, decidimos que não seria mais necessário ou produtivo continuar com o lançamento em Inglês. Portanto, a partir do episódio 2, estaremos lançando Janperson APENAS EM PORTUGUÊS. Mais detalhes vocês podem conferir neste post que o nosso amigo PikaMaster11 fez no blog do Delta.

3 — Sobre Bioman

Bom, isso é um caso que não depende apenas de nós. Como já foi dito várias vezes, nosso Choudenshi Bioman é traduzido a partir dos scripts do Grown Ups In Spandex. Recentemente, eles tiveram uma pausa extensa em seus lançamentos devido à ausência de um membro importante (no caso, a Lynxara). Esse foi o motivo do atraso que houve em Kakuranger, que ficou vários meses travado no episódio 47. Atualmente, eles já voltaram a trabalhar. Finalizaram Kakuranger, e alguns membros deram as caras no forum Tokunation para nos atualizar do andamento dos projetos (inclusive, eles anunciaram Changeman ^_^). Acredito que em breve Bioman voltará a ser lançado, por isso, não se preocupem. Pelo que parece, a série já está inteira traduzida, aguardando apenas as edições e revisões necessárias para o lançamento. 

4 — Sobre Torrents

Eu havia dito aqui anteriormente, que não pretendíamos fazer torrents tão cedo. Mesmo assim, um pessoal andou colocando torrents do nosso Goranger por aí. A boa notícia, é que isso nos mostrou que seria uma boa ideia disponibilizar torrents para as outras séries também. Neste exato momento, nosso novo membro Hiei está trabalhando nisso. Em breve, vocês verão torrents de todos os lançamentos rolando aqui no blog...
Valeu mesmo, Hiei! 

5 — Sobre todo o resto

Atualmente estamos trabalhando em alguns projetos os quais pretendemos lançar de uma vez ao invés de soltar episódios semanalmente. É claro que eu não vou dizer quais séries são essas... hehe. Tenham paciência! Enquanto isso, continuaremos com nossos lançamentos semanais de ToQger, conforme o Over-Time for lançando também (mais uma vez, mil agradecimentos para esses caras fodásticos!). 
Acreditem, todos nós ADORARÍAMOS ter mais tempo para nos dedicar às legendas. Nosso maior problema, é que ainda temos que fazer coisas triviais como trabalhar, comer e dormir (e sair de casa de vez em quando...).
Mais uma vez, agradeço a compreensão da galera. Se ainda tiverem alguma dúvida, podem deixar o comentário aí embaixo.

E pra não passar em branco, vou deixar essa imagem badass pra caramba da MomoRanger S.I.C.
Cheers!

Sempre quis usar essa foto...


Tokusou Robo Janperson: Episódio 2

By : Clock Up
Bem... tecnicamente sim! xD

Uma coisa que eu amo sobre Janperson é a forma como os episódios são construídos, dando foco mais nos personagens humanos do que no próprio personagem titular da série. A coisa mais incrível, é como um robô que tem no máximo umas 5 falas por episódio ainda consegue transmitir um certo "carisma" através da sua forma metálica repleta de armamento pesado.
Espero que gostem de mais esse episódio.

Cheers!

Himitsu Sentai Gorenger 32

By : Luxiferia
Olá, pessoal!

Aqui quem vos fala (finalmente) é a Luxiferia, a (não tão) nova tradutora da Equipe Goranger.

E orgulhosamente vos apresento o episódio 32! Há um traidor nas fileiras da EAGLE, e isso leva à captura do Variblune pela Cruz Negra, que também sequestra nosso exímio piloto, Shinmei Akira, e implanta nele um dispositivo de controle da mente para fazê-lo bombardear as principais cidades do mundo! E agora? Finalmente a Cruz Negra vencerá essa batalha e espalhará o Mal em todos os cantos do planeta?


Shinmei Akira, seu corpo me pertence... Não, gente! Pera!


Goranger tem sido uma tarefa hercúlea. Não tô brincando. Temos 3 tradutores envolvidos no projeto, e infelizmente ainda não somos 100% fluentes em japonês. E por favor reparem que muita gente 100% fluente não tem coragem de traduzir essa série, por isso ela nunca foi legendada antes.

Por isso, decidimos colocar uma pausa nos lançamentos por enquanto. Não chorem, vamos continuar trabalhando. Mas dada a dificuldade do projeto, preferimos não deixar vocês ansiosos toda semana esperando o episódio novo, nem correr pra lançar e deixar a qualidade do trabalho ir pro espaço. Assim que tivermos mais episódios prontos, eles voltarão a ser lançados. Contamos com o apoio de vocês!

Lux.



PÁGINA DE DOWNLOAD

  • Nota de tradução: Pra quem está se perguntando o que diabos é um "tandem", este termo se refere à qualquer conjunto de pessoas, animais ou máquinas dispostas em uma formação onde cada um dos membros fica voltado para a mesma direção. (exemplo: os sidecars das Goranger Machines)

Ressha Sentai ToQger: Episódio 25!

By : Clock Up
Shinken Brown sensualizando... Tirem as crianças da sala!!

ToQger continua em sua incrível nova fase com mais esse episódio emocionante. Fico impressionado como a qualidade do roteiro aumentou drasticamente nesses episódios recentes. 
Mais uma vez um dos membros do Ressha Sentai vai recuperar uma parte importante de sua memória, o que representa um grande avanço na trama como um todo.
Ah, quem assistiu Samurai Sentai Shinkenger verá um rosto conhecido fazendo uma participação muito bizarra especial...

Cheers!

Curiosidades do Tio Donald: FRA-JPN

By : RodrigoPatoDonald
França e Japão – Uma parceria que deu certo!


Salut, mes amis! Ogenki desu ka?

Não, meus caros amigos e leitores. NÃO vou falar em francês com vocês e MUITO MENOS em japonês. Mas, queria escrever uma matéria que falasse sobre o estreito vínculo em aspectos culturais e comerciais entre os dois países.

Para começar, vamos lembrar bem de tempos remotos. Um pouco de aula de história não faz mal a ninguém, né? Bem, vamos lá. Nos meados dos séculos XVI, navios portugueses aportam nas ilhas japonesas e abriu os olhos dos japoneses de que existia um mundo maior e abriu os olhos dos europeus para uma nova terra. Por causa disso, começou uma andança de europeus no arquipélago nipônico. A atenção para o vestuário e alguns produtos da agricultura (como nabos, caquis e ameixas) levou os europeus a investirem demais na “Terra do Sol Nascente”. E um desses povos foi os franceses.

À medida que os anos foram avançando, houve uma tentativa desenfreada de europeus introduzirem a cultura européia no arquipélago e de converter os japoneses para a religião da Cristandade. Para proteger a “pureza” da tradição japonesa, o shogun foi obrigado a tomar uma atitude drástica: expulsar de terras nipônicas os estrangeiros que ameaçavam o  jeito de viver dos japoneses. No caso, foram expulsos de terras nipônicas espanhóis, portugueses, ingleses e italianos. Os únicos povos considerados dignos por não trazerem nenhuma ameaça ao jeito de ser japonês fora os holandeses e... os franceses, claro!

Depois da Restauração Meiji, depois da chegada dos “Navios Negros” do Capitão Perry, os japoneses foram “forçados” a abrirem seus portos para negociação com outros povos. Franceses se sentiram ameaçados, mas, não desistiram dos nipônicos. Franceses levaram para o Japão algumas coisas, como charretes e a fotografia (depois outros povos levaram outras coisas que ajudaram a “ocidentalizar” o Japão).

Já no início do século XX, estoura a Primeira Guerra. O Japão tem uma participação praticamente nula, tendo conflitos SÓ com a Rússia por posses de Ilhas ao Norte, como Kurilas e Sakalinas. Ou seja, nada que fosse relacionado a Guerra em si. Mas a França já teve uma participação mais ativa. Agora, as bases entre os dois países ficaram estremecidas na Segunda Guerra, quando ambos ficaram em lados opostos. França tomou partido dos EUA e Inglaterra, enquanto o Japão foi a favor da Alemanha e da Itália. Após as derrotas desses países pelos americanos, o Japão só podia negociar com a França SE os EUA autorizassem.

Mas com o pós-Guerra, Japão e França só voltaram a ter uma relação mais amistosa depois que a cantora egípcia naturalizada francesa Dalida começou a cantar músicas japonesas no estilo enka na França. Para quem não sabe, Dalida era considerada o “Silvio Santos” da França. Após a sua morte, a França ficou em luto e parada por 4 dias e monumentos. Enquanto isso, o Japão já começa a mexer seus pauzinhos para estreitar seus laços culturais com a França.

Em 1972, a artista Ryoko Ikeda lança o Mangá Berusaiyu no Bara, contando um período da história da França. O sucesso foi imediato e chegou na vista dos franceses. Logo surgiu uma animação que foi feita em parceira com estúdios dos dois países. Rosa de Versalhes foi um sucesso muito grande que influenciou a estética e a moda no Japão. A história ambientada na época da Revolução Francesa abriu a oportunidade da França se adentrar no universo da animação, música e seriados japoneses com a chegada dos anos 80.

Em 1981, vimos a chegada da adaptação japonesa para o romance FRANCÊS Os Três Mosqueteiros, com a animação Dartacão (dessa vez, produzida em parceria com um estúdio hispânico). Lógico que essa referência foi um sucesso NÃO só na França e no Japão, mas, na maioria dos países que falam língua espanhola, francesa, japonesa e até mesmo os de língua portuguesa (vide o nosso caso).

Já seduzida pela música e a animação japonesa, nos anos 80 ainda, os franceses descobriram mais uma nova paixão: os seriados tokusatsus. Com a estréia de Bioman nas TVs francesas, o fascínio dos mesmos por essas produções aumentaram. O sucesso foi tão grande que a França foi importando mais e mais sentais e séries de outras franquias. Mas nenhuma superava ainda o sucesso de Bioman. Sentais posteriores exibidos na França (Maskman e Liveman) foram chamados de Bioman 2 e Bioman 3 (numa jogada idêntica ao Jaspion e Spielvan aqui no Brasil, onde Spielvan foi chamado de Jaspion 2).

O sucesso dos tokus foi grande na França. A França se tornou o maior consumidor de tokus dos anos 80 e 90. Reconhecendo a importância do país e de seu consumo pelas suas produções, a Dona Toei resolveu homenagear o país em suas produções. Vimos diversas citações da França em suas séries, inclusive, com a participação da “Angélica francesa”, a apresentadora Doroteèh, que participou em Liveman e Jiraya. Além dessas duas séries, encontramos referências a França em Patrine, Winpector, Battlhe Fever J, Solbrain, Spielvan entre outros.

E os franceses não deixaram “barato”. Nos meados dos anos 2000 foi lançado um sentai francês homenageando os originais japoneses chamado de France Five. Nele, cinco jovens que representam cinco aspectos da cultura francesa lutam contra as forças do Império Lexus que querem dominar nosso planeta, mas, é impedida com a energia da Torre Eiffel que protege o nosso amado planetinha. Apesar da produção “pobre”, a série ganhou certo respeito entre os franceses. E, acreditem, os japoneses APROVARAM France Five.

Concluo essa matéria dizendo. Se enganou quem achou que o Brasil foi o maior consumidor de tokus dos anos 80 e 90. A França deu um banho de consumo inteligente e consciente e os tokus lá duraram anos. Praticamente duas décadas. E esse fato é reconhecido pelos próprios japoneses. Então, nos vemos em breve. Au revoir! Sayonara! XDD

*Créditos da imagem: Petherson Maschio

Tokusou Robo Janperson: Episódio 1!

By : Clock Up
Eis o Batman do Departamento Metropolitano de Polícia!

Yo, galera!
Neste episódio de estreia, vocês vão conferir logo de cara um rosto conhecido dos fãs de Super Sentai. Trata-se do ator Oota Naoto, que interpretou também o Shingo Takasugi em Choudenshi Bioman. Em Janperson, ele vive Komori Koujiro, um detetive bastante capaz, mas que muitas vezes também acaba se tornando uma figura cômica.
Muita emoção, explosões e tiros neste primeiro episódio do Robô Investigador Especial

Cheers!


Notas de tradução: 

  • O Inspetor Komori, frequentemente tem seu nome pronunciado erroneamente como "koumouri", que é a palavra japonesa para "morcego".



Download Tokusou Robo Janperson

By : Clock Up
Janperson Fights For Justice!

Antes de mais nada, eu gostaria de esclarecer que até alguns dias atrás, nós não fazíamos ideia alguma de que estaríamos legendando esta série... Acreditem, isso foi uma surpresa para nós também!
Está aí uma prova concreta de que há males que vêm para bem. Tudo começou com uma série de eventos desagradáveis envolvendo nosso amigo Kevin (PikaMaster11) do Delta Subs (não vou entrar em detalhes aqui, é claro...).
O importante é que o rapaz deu a volta por cima e decidiu colocar a mão na massa para traduzir esta série incrível.

Ah, vocês podem conferir nosso lançamento em inglês aqui também!

Cheers!


Ficha técnica:
Título: Tokusou Robo Janperson
Ano: 1993
Produtora: Toei Company
Número de Episódios: 50 + 1 filme
Formatos : mkv (softsub) 
                  mp4 (hardsub) 
Tradução: Charles Fanboy
Typesetting: PikaMaster11
Timing e encoding: Clock Up
Revisão: Shourikan
Raw: Bunny Hat


Sinopse:

Este Metal Hero de 1993 conta a história de um detetive robótico que patrulha as ruas de Tóquio e acaba lutando contra três grandes organizações criminosas. Com um clima bem diferente de seus antecessores, Janperson traz tramas um pouco menos fantásticas e um andamento mais "episódico" que o padrão da franquia.
Um grande diferencial, é quem quase nunca aparece o tão tradicional "monstro da semana", geralmente o protagonista combate criminosos que lembram personagens de romances policiais.


Episódios:
TORRENT (mkv) - (Episódios 01-24)

DOWNLOAD DIRETO MEGA:

mkv (Episódios 1-20)
mp4 (Episódios 1-20)
Scripts (Episódios 1-20)



------------------------------------------------------------------------
Pacote Episódios 7 ao 9


  • Ep 7: Eu Sou Uma Menina?
  • Ep 8: Observe! A Face do Novo Herói                             torrent (mkv) | mp4 I scripts
  • Ep 9: Papai é Um Monstto!


------------------------------------------------------------------------
  • Ep 10: Cuidado Com o Deus Da Sorte!                            torrent (mkv) | mp4 | script
  • Ep 11: O Sorriso do Guerreiro Covarde                           torrent (mkv)mp4 | script
  • Ep 12: O Grande Caos do Robô Doméstico                          torrent (mkv) | mp4 | script

    ------------------------------------------------------------------------

Pacote Episódios 13 ao 15


  • Ep 13: Janperson é Um Super Soldado Ancestral!  
  • Ep 14: A Explosão de Amizade!                                   torrent (mkv) | mp4 scripts
  • Ep 15: O Anjo Que Descartou Suas Asas!  

------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------


Pacote Episódios 17 e 18
  • Ep 17: A Estreia da Base Secreta de Janperson              torrent (mkv) | mp4 | scripts 
  • Ep 18: A História do Nascimento de Janperson

    ------------------------------------------------------------
  • Ep 19: Ladra Misteriosa! Transmissão Mágica        torrent (mkv) | mkv | mp4 | script
  • Ep 20: O Mata-mata Ninja                                   torrent (mkv) | mkv | mp4 | script 

------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------

    Pacote Episódios 25 ao 28

    • Ep 25: A Batalha Decisiva dos Pistoleiros Mais Rápidos  
    • Ep 26: A Batalha dos Carros Super Velozes                                  mkv | mp4
    • Ep27: A Identidade do Grande Líder                            
    • Ep28: A Grande Estratégia do Ódio
     ------------------------------------------------------------
    • Ep29: Os heróis devem morrer                                                 mp4 | script
    • Ep30: A alma do momento final                                                mp4 | script  
    • Ep31: Um novo modelo de Janperson nasce                               mp4 | script 
    • Ep32: O labirinto impossível de se escapar                                mp4 | script 



    Review do Tio Donald: Shogun Mayeda

    By : RodrigoPatoDonald
    Shogun Mayeda - Um conto de samurais para o público adulto.


    O termo Tokusatsu, com uma tradução literal, quer dizer apenas "produções com efeitos especiais". Nada mais que isso. Para os JAPONESES, QUALQUER produção de QUALQUER país que use de efeitos especiais, é um tokusatsu. Assim sendo, querendo ou não, filmes como Thor, Batman, Alien, Predador entre outros são Tokusatsus. Afinal, eles usam e abusam de efeitos especiais. E para ser um "tokusatsu", não precisa passar a imagem de "heróis-futuristas". Para a etimologia e o conceito japonês do que é ser tokusatsus, filmes como Os Pássaros, Cocoon e ET também o são. Até mesmo os "famigerados" Power Rangers, por mais que fãs mais afoitos e puristas o reclamem, também são tokusatsus. Mas, nós, brasileiros, com o nosso jeitinho brasileiro de ser, acabamos deturpando o real significado da expressão "tokusatsu". Para a cabeça de 98% dos fãs de tokusatsus do Brasil, a expressão quer dizer só isso: "séries de super-heróis JAPONESAS que tenham efeitos especiais e que tenham franquias consagradas". Ou seja, para a mentalidade dos que se dizem fãs de tokus no Brasil, somente as séries das franquias Kamen Riders, Super Sentais, Metal Heroes e Família Ultra possam ser chamados de Tokus. Mas não é bem por aí. O que é tokusatsu mesmo não é o modo como os brasileiros encaram que vale. Mas o ponto de vista dos japoneses. Afinal, a expressão tokusatsu veio de lá. Quem melhor do que eles para dizer o que é realmente um tokusatsu? Não existe.
    Mas, onde quero chegar? Bem, num longa de toku que foi exibido exaustivamente nas madrugadas do SBT nos anos 90 sobre samurais. Estou falando de Shogun Mayeda. Esse longa usa e abusa de efeitos especiais simples, mas convincentes. Com direção de arte primorosa e um elenco internacional privilegiado. As cenas de lutas não são instigantes e mirabolantes como vemos nos tokus tradicionais o qual estamos acostumados. O longa foi feito em co-produção com a Espanha. Teve locações internacionais, como Marrocos, Nigéria e Espanha. E isso dá um ar de mega-produção Hollywoodiana para o longa.
    O responsável por isso talvez seja o consagrado ator e diretor japonês Sho Kosugi, Um dos profissionais mais respeitados do seu país de origem. Ele (que atualmente mora nos EUA desde o final dos anos 70), fez uma obra de arte que é um deleite para os olhos. Ele investiu boa parte da sua (enorme) fortuna na produção desse longa e atuou nele. Na época de produção de Shogun Mayeda, ele já era cinquentão. Esse filme conta com a participação de nomes consagrados do cinema mundial, como Christopher Lee e Toshiro Mifune que, por si só, dispensa apresentações. O filme serviu também para apresentar para os japoneses, seu filho Kane Kosugi, que é filho dele com uma americana. O rapaz, que na época tinha 16 anos, revesava entre o idioma natal do pai e o idioma da mãe. Por isso, o filme, mesmo nas cenas no Japão Feudal, o menino falava em inglês. As falas japonesas só entraram com a participação de Toshiro Mifune. Só para salientar, anos mais tardes, Sho Kosugi patrocinou a produção de Kakurangers se botassem seu filho no elenco. Por isso que vimos em Kakuranger, o personagem de Kane alternando entre inglês e japonês nas suas falas. Apesar de ele ser nikkey (descendente de japoneses fora do Japão), ele é cidadão americano.
    A história é simples. O Shogun Tokugawa que estava no meio de uma gerra civil tentando unificar o Japão, resolve introduzir armas de fogo. Para isso, manda o seu filho Yoshimune para a Espanha junto com mercadores espanhóis para adquirir armas de fogo por intermédio do Imperador da Espanha. Para não deixar seu filho a mercê do mundo, Tokugawa manda seu guarda-costas principal para protegê-lo durante a viagem, no qual eles se deparam com vários inimigos. O que vemos é uma série de lutas entre samurais, cavaleiros, missionários, piratas entre outros tipos de combatentes daquela época.
    Shogun Mayeda foi lançado em VHS e exibido nas madrugadas do SBT nos anos 90 sob o nome de "Jornada de Honra". Para a alegria, o filme foi exibido legendado. Apesar de ser um toku (pois repito, ele usa de efeitos especiais, mesmo que sejam simples), ele foi feito para o público adulto. Ou seja, o humor nesse longa é ralo e cru. Existe uma dose (bem de leve) de erotismo nesse longa. Vale a pena pela direção de arte e pela trilha sonora fantástica. Um filme feito por adultos para adultos. Sem interesse de explorar o lado comercial do mesmo. Dizem as mais línguas que esse longa inspirou a produção do game Samurai Spirits. Mas, como falei, são boatos e não posso afirmar que sejam reais. Mas a temática (guerreiros do Japão Feudal que viajam pelo mundo para combater) é a mesma do game. Fora isso, o longa é mais do que recomendado para quem gosta de um toku simples, com uma história madura e cativante.

    Ressha Sentai ToQger: Episódio 24

    By : Clock Up
    Tokatti tentando burlar um dos fundamentos mais básicos do Super Sentai...

    Yo, galera!
    Desculpem a demora, reconheço que dessa vez o atraso foi grande :(
    Divirtam-se com este episódio dessa série que está ficando cada vez mais intrigante!

    Cheers!


    PS: Para quem não sabe o que são as "Plêiades", segue o link da Wikipedia:

    - Copyright © Rampage Subs - Rampage Subs - Powered by Blogger - -